Um arquivo apagado acidentalmente ou um HD que para de funcionar é mais comum do que se imagina e em algum período você passou por isso ou conhece alguém que sofreu com a perda de um arquivo importante.

Para isso, o Provimento nº74 do Conselho Nacional de Justiça implica uma estrutura mínima de proteção de dados aos cartórios. A utilização de sistemas e recursos de proteção nos estabelecimentos é uma prioridade, e influenciam na segurança dos arquivos e dados armazenados. Veja a seguir como as cópias de segurança dos arquivos gerados pelos cartórios trazem benefícios à atividade. 

Backup 

A forma mais simples de se proteger da perda de um arquivo, é fazer uma cópia deste, em um ou mais meios. No caso de empresas, ou cartórios, o backup evita também a perda de horas de trabalho gastos para gerar determinada informação, caso a cópia dos dados não estivesse ao alcance. 

O back-up em nuvem é obrigatório pelo provimento nº 74, ou seja, além do armazenamento em mídia eletrônica, os dados também deverão ser mantidos por cópia de segurança na internet, também chamada de backup em nuvem.

Além de cumprir essa exigência, automatizar a criação e validação destes backups, sem o uso de recursos humanos, e sem interrupções, otimiza o trabalho da equipe e evita falhas. 

Fazer uma cópia periódica garante a integridade dos dados, e recupera atos praticados, validando as últimas alterações feitas, até o momento do evento que possa ter comprometido as informações.

Atualizações frequentes e pontos de recuperação de dados são fatores que um software implantado pelo SET PROTEGE pode aprimorar no funcionamento de um cartório. 

Replicação de Dados

Em caso de perda acidental ou por algum problema de hardware, se um disco falhar o outro estará pronto para assumir posição com os dados espelhados, evitando a ruptura no atendimento.

Ter uma cópia ativa e operacional das ferramentas que possibilitem a atividade do cartório é a finalidade da replicação de dados. Trata-se do processo em que as informações de uma infraestrutura são copiadas para um ou mais ambientes com as mesmas configurações do original para manter os serviços disponíveis, caso o primeiro apresente falhas. 

Com esse recurso, o cartório, independente da classe do provimento que se enquadra, consegue manter sua rotina mesmo que ocorram falhas. A replicação, que também pode ser feita na nuvem, cria confiabilidade da sua infraestrutura, reduz as chances de se ter problemas de disponibilidade em seus serviços, e beneficia a disponibilidade dos serviços online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.